Grande Livro do Futebol Português: “12 mil personagens principais que ficam recordados para a história”

O “Grande Livro do Futebol Português” é anuário desportivo 20/21 que agrega 198 equipas com plantel completo, jogos e estatísticas, nove seleções com toda a atividade da época, 22 associações de futebol, com todos os vencedores e 44 competições com quadros, classificações, palmarés e estatísticas. É uma obra que “não tem uma personagem principal, mas sim 12 mil personagens principais: homens e mulheres” que ficam, neste livro, “homenageados e recordados para a história”.

Grande Livro do Futebol Português – anuário 20/21

No lançamento da 3.º edição deste anuário que aconteceu, esta segunda-feira, na Associação de Futebol de Braga, Miguel Cardoso, representante da Cultura Editora, realçou o carácter simbólico deste tipo de edições, sobretudo na era da internet, em que toda a informação é consumida de forma rápida e instantânea, sem se prestar grande atenção. É por este motivo, acredita Miguel Cardoso, que este livro tem um ‘peso’ e um simbolismo muito grande, porque eterniza, em papel, a história do futebol.

Esta é uma opinião partilhada por Pedro Braz, selecionador nacional de futsal, que não tem dúvidas de que este “é mesmo o grande livro do futebol português” e que é “uma grande homenagem ao futebol português”. O selecionador nacional acredita que, numa altura em que há tanta informação disponível online, é cada vez mais difícil ter acesso a informação de forma organizada. E é aqui, explica Pedro Braz, que entra o Grande Livro do Futebol Português. Este anuário permite aos leitores “ter toda a informação das diversas modalidades do futebol na nossa estante, de forma organizada e eterna“.

Pedro Dias, fundador e administrador do site ZeroZero, explica que para eles, a época desportiva só termina com a publicação do anuário, com todas competições, todas as estatísticas e todos os jogos, referenciados. E, por mais orgulho e satisfação que tenham no site e em tudo o que fazem online, “é um ponto de honra passar isto para o papel”, ter a ‘época fechada’, ter algo físico: “temos muito orgulho no online, mas não há nada que substitua o livro, porque isto não se pode apagar, fica na história”.

Contudo, Pedro não deixa de relembrar que este livro, não é algo individual, é fruto do trabalho árduo de todos os que trabalham no ZeroZero. Assim como, sublinha, “esta obra não tem um personagem principal, tem 12 mil personagens principais: homens e mulheres”. É um “álbum de recordações” dos próprios envolvidos: jogadores, clubes, associações. “Serve para homenagear e honrar todos que, nesta altura complicada, conseguem levar o futebol para a frente“.

O “Grande Livro do Futebol Português” é um anuário que visa documentar, época a época, todo o universo do futebol nacional: na relva, pavilhão ou praia; jogado por clubes e seleções nacionais; praticado por homens e mulheres; desde as camadas jovens até às equipas principais; num âmbito distrital, nacional e internacional.

Faz parte da coleção “Livros FPF” e resulta de uma parceria com o site ZeroZero.Tem como objetivo registar todas as estatísticas relevantes sobre as competições nacionais e internacionais nas quais participam equipas portuguesas, bem como tudo o que respeita à atividade das Seleções Nacionais. Inclui, ainda, informação sobre as competições distritais e regionais.

Notícias relacionadas