Póvoa de Lanhoso adquire “arma específica” para combater vespa asiática

O município da Póvoa de Lanhoso adquiriu, recentemente, uma arma específica para combater a vespa velutina. Esta aquisição veio ultrapassar a dificuldade sentida pelos técnicos nas situações em que os ninhos se encontram muito altos.

Segundo a autarquia, trata-se de uma arma “especifica para proceder à inoculação de um projétil com um biocida específico” para combater esta espécie.

Desde o início do combate a esta espécie invasora, o município Povoense tem procedido à inceneração destes ninhos, mas, recentemente, adotou-se este método, “que se tem vindo a mostrar eficaz, dado que o ninho fica inativo em poucos dias“. Este método não obriga à remoção dos ninhos intervencionados, esclarece a autarquia.

Desde o início de 2022, o Município da Póvoa de Lanhoso registou cerca de 100 notificações de ninhos de vespas asiáticas, sendo que, mesmo período de 2021, foram notificados cerca de 250.

Numa análise preliminar, “podemos assumir que a estratégia de colocação da rede de armadilhas um pouco por todo o concelho manifesta ter sido eficaz“, concluiu o município da Póvoa de Lanhoso.

O que fazer no caso de detetar ninhos de vespa velutina?

Notícias relacionadas