Raquel Fernandes investiga novas formas de terapias para o cancro da próstata

Raquel Fernandes, jovem com raízes familiares em Vieira do Minho, está a investigar novas formas de terapias para o cancro da próstata.

Aluna de doutoramento do CITAB – Centro de Investigação e Tecnologias Agroambientais e Biológicas na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, está a usar compostos naturais e métodos sustentáveis para sintetizar nanopartículas que poderão ser usadas no desenvolvimento de terapias para o cancro da próstata.

Neste estudo, Raquel Fernandes e a sua equipa estão a sintetizar nanopartículas de ouro com incorporação de compostos fenólicos.

Segundo o site 90 segundos de Ciência, ao qual a investigadora falou, o ouro é usado como uma barreira à volta da próstata para impedir que a radiação atinja outros órgãos, e também por se tratar de um material que permite a entrega seletiva de fármacos e de outros compostos diretamente na próstata.

A equipa está agora a trabalhar na extração e na caracterização de compostos fenólicos extraídos de diferentes castas de vinha, para ser estudada a capacidade antioxidante e anticancerígena destes compostos em diferentes linhas de cancro da próstata, de forma a identificar aqueles que apresentam maior potencial terapêutico.

O objetivo é que este conhecimento um dia permita desenvolver novas terapias direcionadas para o tratamento do cancro da próstata.

[foto: 90 segundos de Ciência]

Related Posts