Vieira do Minho apresenta programa de celebração dos 50 anos do 25 de abril de 1974

Os 50 anos do 25 de abril de 1974 vão ser celebrados em Vieira do Minho com um conjunto de iniciativas que se vão estender até novembro de 2024.

Momentos de evocação da data fazem parte do programa que inclui conversas de abril com militares e estudiosos. Para além da habitual sessão solene, haverá também espaço para publicação de livros, momentos musicais, cinéfilos e ainda a celebração de outras datas como 16 de março, o 10 de junho e o 25 de novembro.

A apresentação do programa decorreu na tarde desta quinta-feira, 8 de fevereiro, e contou com a presença do presidente da Câmara de Vieira do Minho, António Cardoso, e ainda do Tenente Coronel Manuel Pinto da Costa, presidente da Assembleia Municipal vieirense e também da Comissão organizadora das celebrações dos 50 anos do 25 de abril.

As celebrações arrancam já esta sexta-feira, dia 9 de fevereiro, com um desfile de Carnaval do Agrupamento de Escolas Vieira de Araújo. O momento vai incluir uma exposição de materiais militares, incluindo uma viatura blindada militar. Estarão presentes o Capitão de Abril, Coronel João Paulo Amado Vareta; do Coronel de Cavalaria José Pedro Rebola Mataloto, do Comandante do RC n.º6, com a colaboração do Regimento de Cavaria nº6.

A 11 de março vai decorrer a sessão de Conversas de Abril, que vai assinalar ainda o 16 de março, aquele que é, segundo o Tenente Coronel Manuel Pinto da Costa, o dia do arranque da revolução.

A 20 de abril vai dar-se a apresentação da Comissão de Honra para as Celebrações de que farão parte todos os presidentes da Câmara e da Assembleia Municipal, desde o 25 de abril de 1974, e dos Capitães de Abril convidados em anos transatos.

No dia seguinte, a 21, será projetado o filme “Capitães de abril” no Auditório Municipal.

Dia 24 de abril, pelas 21H30, decorrerá o concerto Vieira Canta Abril, seguida de uma sessão de fogo de artifício.

No dia 25 de abril, haverá uma sessão solene, como é já habitual, com o içar das bandeiras, guarda de honra dos Bombeiros Voluntários e Polícia Municipal, homenagem aos ex-combatentes, intervenções dos presidentes dos grupos parlamentares e dos presidentes da Câmara e da Assembleia Municipal. Haverá ainda um momento de descerramento das placas de homenagem aos combatentes de Vieira do Minho em guerras do Ultramar e falará ainda Joaquim Furtado, jornalista que teve um papel preponderante na Revolução de Abril.

Segue-se ainda uma visita à Casa de Lamas e às exposições, e, já durante a tarde, um concerto revolucionário, com as duas Bandas Filarmónicas do concelho.

A 10 de junho, celebrar-se-á o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas. A 25 de novembro, novas Conversas de Abril.

Para além destas iniciativas, os vieirenses serão convidados a participarem na celebração dos 50 anos do 25 de abril, através de várias atividades.

Os mais novos serão desafios a elaborarem um texto sobre “Os meus sonhos de Abril” onde falam sobre o que esperam de Portugal e do futuro. Também os adultos serão convidados a escreverem sobre as suas memórias antes do 25 de abril.

Haverá ainda um concurso de pintura destinado aos estudantes do Agrupamento de Escolas Vieira de Araújo (AEVA) que irão criar 50 postais sobe Abril. Os alunos irão ainda criar uma peça de teatro infantil encenando o 25 de abril.

O Município de Vieira do Minho vai ainda proceder à publicação do livro “A Revolução dos Cravos e a Criação da 2.ª República Portuguesa” do Tenente-General Franco Charais e outros conselheiros. Com prefácio do General Ramalho Eanes e publicação da editora âncora, metade dos eventuais lucros da venda dos livros será aplicados aos mais carenciados em Vieira do Minho.

“Antologia de Sonhos, Memórias e Pinturas do 25 de abril” será outro livro publicado no âmbito deste programa, desta vez da autoria de Jovens e Menos Jovens vieirenses.

Haverá ainda um passeio aos locais icónicos da Revolução, a iniciar em Santarém, acompanhado por um elemento da Associação Salgueiro Maia.

Uma palestra para alunos do AEVA por Capitães de Abril é outra das iniciativas, assim como uma sessão da Assembleia Municipal só com jovens.

Related Posts